Yuma 4×4

Media and Communications

Facebook Ads: como reduzir (em até 34%) os custos com anúncios

Facebook Ads: como reduzir (em até 34%) os custos com anúncios


Se você anuncia os seus produtos ou serviços no Facebook, já percebeu que impulsionar posts e conteúdos, está cada vez mais caro. Eu analisei 825 campanhas e descobri que sim, existe uma forma de diminuir custos e, aumentar a performance dos seus conteúdos impulsionados. E essa maneira é melhorando a sua pontuação de relevância. Eu sou Jean Baú, especialista em Marketing Digital e trabalho com anúncios no Facebook todos os dias, a realidade é que o Facebook está ficando cada vez mais exigente e seletivo com seus anunciantes, e por isso os custos de anunciar estão ficando cada vez mais elevados. E eu não vejo que isso vai mudar no futuro, pelo contrário a tendência é que os anúncios fiquem cada vez mais caros com alcances cada vez menores, mas e como o Facebook determina quanto o seu anúncio vai custar? Quanto cada real que você investe vai gerar em resultado? Em alcance dos anúncios? Como ele determina quais alguns vão ser mais baratos e quais vão ser mais caros? Na verdade o Facebook usa um algoritmo bastante complexo para determinar a performance de cada anúncio, mas uma métrica crucial é a pontuação de relevância. A pontuação de relevância é a métrica que o Facebook usa para classificar os seus anúncios, ele confere uma pontuação em uma escala de 1 a 10,, que estima como as pessoas estão reagindo aos seus anúncios, quanto maior a pontuação melhor, você vai ter anúncios mais baratos e com maior alcance. Você pode ver a pontuação de relevância dos seus anúncios usando o gerenciador de anúncios, lá na aba anúncios. Eu analisei 825 anúncios de diferentes produtos, para diferentes públicos-alvos e descobrir alguns fatores interessantes sobre a pontuação de relevância. O primeiro deles é que quanto maior a relevância menor o seu custo, a pontuação de relevância mede a interação do seu público-alvo com o seu post impulsionado, ou anúncio, se o Facebook perceber que o teu conteúdo está agradando as pessoas, ele vai te que recompensar com o menor custo. Isso porque assim como você, o Facebook também só quer conteúdo de alta qualidade na rede e, alta qualidade tem a ver com interação e com engajamento. Nos meus testes cada ponto a mais na pontuação de relevância dos meus anúncios, reduziu o custo em uma faixa de 9 a 24 centavos. É como nesse exemplo, eu fiz o mesmo anúncio, mas para públicos-alvos diferentes, com pontuação 6 o custo para o resultado foi de 54 centavos, já com pontuação 8 o mesmo anúncio teve um custo por envolvimento de só 35 centavos, uma diferença de quase 34%. Então, na maioria das vezes, uma pontuação de relevância mais alta vai fazer com que os seus anúncios custem menos. Além disso, cada ponto a mais na escala de pontuação de relevância tende a dar mais alcance para os seus anúncios, mais uma vez vamos analisar o mesmo anúncio, mesmo conteúdo impulsionado, só que para públicos diferentes olha que interessante dessa vez os custos por resultados são os mesmos, mas a diferença de apenas um ponto de relevância aumentou o alcance do anúncio, melhor ranqueado naquele período em mais de 2500 pessoas, ou cerca de 26%. Então algumas vezes você vai ser recompensado pela sua condição de relevância não necessariamente com custos menores, mas sim com um alcance maior, que de certa maneira também é uma forma de reduzir custos. Mas e como conseguir uma boa Pontuação de Relevância por anúncio? Os meus testes me mostraram uma coisa definitiva, vida real vence a propaganda, só de olhar rapidamente um post no Facebook, você consegue saber qual é propaganda, qual é o anúncio e qual é uma foto de um dos seus amigos, se você consegue fazer isso, é claro que as pessoas que seguem a sua marca, que vão ser impactadas pelos seus anúncios, também conseguem. Não necessariamente as pessoas não gostam de anúncios, mas elas sabem que aquilo é um anúncio que está tentando lhes vender alguma coisa, então é natural que um anúncio vai ter um engajamento um pouco menor do que uma foto de um amigo, uma foto de vida real. Fotos teoricamente mais simples, sem tanta produção, às vezes usadas como um post, impulsionado como um anúncio mesmo tendo alcançar taxas de pontuação de relevância mais altas. Nos meus testes, os anúncios com os quais a conseguir a maior pontuação de relevância chegando a mesma 10 ou 9 geralmente eram de fotos de vida real, o produto sendo usado pelo cliente, uma foto de vida real sim da produção sem tanto apelo gráfico, às vezes optar por usar uma foto real do cliente usando, ou de algum contexto, de alguma situação, vai te dar um anúncio com um impulsionado melhor, com maior alcance, com o menor custo, do que uma arte gráfica, super bem feita, cheia de efeitos. Às vezes, por incrível que pareça, uma produção mais simples vai te dar o melhor resultado. Mas é claro que você não pode fazer isso sempre, às vezes você vai ter que anunciar um produto como o anúncio mesmo, com um post com uma arte gráfica superlegal, super bacana, nesses casos você precisa caprichar na força da sua oferta, o criativo do seu anúncio, o texto e a imagem, tem que ser pensados para transparecer, para transmitir uma proposta de valor muito clara para o seu futuro cliente. Nos meus testes isso foi quase uma regra, quanto melhor foi a proposta de valor para o cliente, quanto melhor foi a promoção, por exemplo, maior foi engajamento e melhores foram os números de pontuação de relevância de cada anúncio, ou seja, você vai precisar criar promoções, por exemplo, com descontos realmente bons e verdadeiros. Você pode lançar serviços novos ou produtos novos, agregados ao seu produto principal. Se a sua promoção, por exemplo, oferecer um desconto muito baixo, as pessoas talvez não vejam tanto valor na sua proposta, e engajem-se pouco com seus anúncios, e isso vai derrubar sua pontuação de relevância, tornando seus anúncios ou posts impulsionados mais caros e com menor alcance. A força da oferta é realmente muito importante, ela é mais importante do que o design, do que o texto do anúncio e, claro que o design o texto do anúncio são muito importantes, mas não tão importantes quanto o anúncio em si, quanto à oferta que você está fazendo essas futuros clientes. Quanto melhor for a sua oferta, quanto melhor for o motivo pelo qual está anunciando, mais barato e melhores também serão os seus anúncios. Então segue essas dicas e turbina a pontuação de relevância dos seus anúncios. Curtiu esse vídeo? Então se inscreve no canal! Um abraço.

7 thoughts on “Facebook Ads: como reduzir (em até 34%) os custos com anúncios

  1. Jean, você errou ao dizer que quanto maior a pontuação de relevância mais baratos os anúncios ficam e maior fica o alcance.

    A verdade é que a pontuação de relevância é só isso mesmo… um indicador de quanto o seu anúncio tem sido relevante para o público que está dentro da sua segmentação.
    Uma pontuação de relevância não significa que seu anúncio vai ficar mais barato e nem mais caro, até mesmo porque os preços dos anúncios no Facebook são definidos através de um leilão em tempo real. Ou seja: muitos anunciantes no mesmo nicho que o seu = anúncios mais caros. Poucos anunciantes no mesmo nicho que o seu = anúncios mas baratos.

    O fato é que você é cobrado a CADA UMA impressão de anúncio, e não por curtidas na página, conversões, cliques no link… nada disso.

    Por isso é importante ficar de olho na métrica "CPM (custo por 1.000 impressões)
    ", essa é a métrica que diz o quanto você está pagando por cada 1.000 impressões de anúncio.
    Se seu "CPM (custo por 1.000 impressões)
    " está em, por exemplo, R$28,58, isso significa que você está pagando em média R$0,02858 (quase 3 centavos) por cada impressão de anúncio.

    Enfim, não existe NENHUMA maneira de diminuir o preço dos seus anúncios do Facebook. O máximo que você pode fazer é descobrir maneiras de melhorar a copy, a imagem, o CTA e outros elementos do seu anúncio para que você possa conseguir, por exemplo, numa campanha de cliques no link, um "CTR (taxa de cliques no link)
    " mais alto, para aí sim conseguir um "CPC (custo por clique no link)" mais baixo.

    Dica: O valor que você vê na coluna "CPC (custo por clique no link)", ou "Custo por envolvimento com a publicação" é simplesmente o valor da coluna "Valor gasto" dividido pelo valor da coluna "Resultados".

    Finalizando: a única forma de diminuir a métrica "CPC (custo por clique no link)" é aumento a métrica "CTR (taxa de cliques no link)
    ".

    Exemplo prático:

    Se você investir R$5 no seu anúncio e receber 1.000 impressões e 100 cliques você vai ter gastado R$5 nesse anúncio.

    Se você investir R$5 no seu anúncio e receber 1.000 impressões e 10 cliques você vai ter gastado também R$5 nesse anúncio.

  2. Acabei de conhecer o seu canal neste vídeo e assim que acabou, me inscrevi com direito a sininho. Autenticidade é uma das coisas que mais engajam. Obrigado por ajudar a galera!

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.